mp

terça-feira, outubro 31, 2006

Pro life or pro choice

Esta noite, foi debatida a questão da liberalização do aborto (e a suposta imprecisão é propositada) no prós e contras. Ao seu estilo habitual, o programa foi um chorrilho de falácias, argumentos pobres, demagogias e aplausos sem sentido. No entanto, é louvável que se discuta a questão. Pena é que se tenha dado tão pouca importância ao problema principal - a da pergunta - que fará muitos defensores da despenalização (como eu) votar contra. Concordo com o o aborto até às 10 semanas. No entanto, a pergunta aprovada transforma a despenalização em libralização e isso coloca-me problemas. Custa muito compreender esta diferença?