mp

domingo, março 05, 2006

"Ladios"

Fui a Alvalade ver o Sporting contra o Gil Vicente. Mas não se preocupem: o meu coração continua vermelho. Apenas pretendia ver futebol.
Admito que não saí maravilhado com o jogo leonino. O estádio tem, no entanto, algumas curiosidades. Os chineses que vendem rádios à porta de Alvalade são os mesmos que o fazem na Luz – e também gritam "ladio". E um adepto verde e branco não se cala, durante toda a partida, com uma desagradável voz virada para um ainda mais irritante megafone.

2 Comments:

Blogger triple x said...

Pois é, tens razão o gajo do megafone irrita, e ñ diz nada de especial. Ainda bem q gostaste, um abraço.

12:44 da manhã  
Anonymous Bruno said...

Eu fui com o Guedes e a minha sensação é de estar totalmente deslocado.
Nada daquilo tem a ver comigo. A cor, as pessoas, a forma de viver a partida - o Sporting não joga nada, mas eles dizem que estão a fazer um grande jogo. Enfim!
O estádio também não me agrada. O fosso é gigante e só serve para os jogadores atirarem bolas.
Os azulejos nas casas de banho ainda são o mais giro, o pior é que se esqueceram de tapar o resto das paredes que estão com o reboco manhoso à vista de todos.
E a atitude dos apanha-bolas é repugnante e típica de um clubezito manhoso.
Quando se apanharam a ganhar parece que não havia bolas!!! Retardavam, gozando com os jogadores do Gil, a entrega da bola! Uma vergonha! Talvez uma chapada bem dada, os fizesse mexer mais depressa.
Depois há o tal gajo da Juve Leo com o megafone aos gritos que não consegue motivar a própria claque mas consegue irritar ao máximo os adeptos que estão naquela bancada. É muito mau.
No meio disto tudo ainda consegui descobrir um novo Beto em Alvalade: o Deivid que, tal como o Marcelo e o Nuno Gomes, também não sabe parar uma bola e fazer uma passe de jeito. Muito mau.
Se não fosse o Koke e o jogo tinha sido um bocejo tremendo.

Em suma, tão breve não volto a Alvalade.

4:12 da tarde  

Enviar um comentário

<< Home