mp

terça-feira, maio 02, 2006

Cães e gatos

Por um dia, os deputados vão tomar uma decisão de jeito: aprovar o Dia Nacional do Cão. Sinceramente, acho bem. Se até a mulher e o iogurte têm direito a um Dia Mundial, porque não o melhor amigo do homem?

PS. Não se esqueçam dos gatos.

6 Comments:

Blogger Leididi said...

Guedes...pá...tipo...QUE RAIO DE POST É ESTE?«Se até as mulheres e o iogurte têm um dia, pq não o cão»???Mas que raio de comparação é essa???
Não falo mais consigo, para que saiba.Machista.

9:50 da manhã  
Blogger Guedes said...

Não me fuzilem. Não mereço o preço de uma bala.

Podes interpretar como quiseres: as mulheres e o iogurte estão em pólos opostos de importância.

Mas mesmo que não estivessem – ou que estejam em pólos opostos mas em que o iogurte é o mais importante –, porque é que não posso criticar o facto de as mulheres terem um dia? Sinceramente, acho que só as desprestigia.

Se uma gaja fala mal dos homens, é orgulhosamente chamada de feminista. Se um tipo manda uma boca às mulheres, é um terrível machista das cavernas que anda com a moca sempre preparada a dar uma marretada à esposa.

11:03 da manhã  
Blogger Zé Pedro said...

Oh Guedes, mas tu não sabes que as gajas só são feministas porque e quando lhes convém?? É óbvio que facto de haver quotas, dias dedicados e coisas do género só as desprestigia e inferioriza, assim como o que não gosta que se chame "pretos" aos "pretos" (mas sim "de cor", etc.) é o maior racista.

No entanto, o "machismo" nunca acabará? E sabes porquê? Porque convém às meninas para certas coisas, desde por-nos a cartar com os pesos a ser "cavalheiros" numa data de circunstâncias diferentes. Sabe-lhes bem.


PS: Mulheres de Portugal, acham mesmo que algum homem minimamente inteligente se importaria de ser o "sexo fraco"?? Quem me dera receber miminhos ao fazer birras arbitrárias, ser poupado a inúmeras tarefas fastidiosas e ser servido em primeiro lugar nos restaurantes...

1:54 da tarde  
Anonymous Núrcia said...

No comments...

PS: Homens de Portugal, acham mesmo que aguentariam carregar nove meses com uma criança dentro de vocês, sofrer durante horas seguidas para que essa mesma criança veja a luz do dia e depois mais uns quantos meses para a amamentar? Acho que o "sexo fraco" não são as mulheres, antes pelo contrário...
Ah, se quiseres saber um pouco sobre as diferenças entre os homens e as mulheres e porque é que existem tantas diferentes entre ambos, podes ler o livro "Porque é que as mulheres não sabem ler mapas de estrada e os homens nunca houvem nada". Aprendi muitas coisas, principalmente porque é que os homens nunca houvem nada do que lhes dizemos ou, quando estão perdidos, demoram horas a admiti-lo e a pedir ajuda.

2:48 da tarde  
Blogger Zé Pedro said...

As mulheres não são nem nunca foram o sexo fraco. A grande maioria das civilizações são matriarcais e a nossa não é excepção: a Europa pré-romana era matriarcal, o que fundamentalente apenas mudou com as primeiras dezenas de anos de cristianismo, uma religião bastante "machista".

No entanto é indiscutível que os homens sabem fazer determinadas coisas melhor do que as mulheres e vice-versa. Isto para dizer que a sociedade ocidental está muitas vezes formatada para fazer sobressair as características masculinas em detrimento das femininas. Agora uma coisa é certa: isso acontece porque a umas convém e a outras passa ao lado.

PS: É maravilhoso basearmos as nossas convicções em peseudo-psicologia humorística e depois refugiarmo-nos em respostas comuns e típicas do tipo mais matumbo de gaja.

9:10 da tarde  
Blogger Guedes said...

Há muita mulher mais machista do que os homens.

9:45 da tarde  

Enviar um comentário

<< Home