mp

domingo, dezembro 10, 2006

A puta da Floribela

Com o mesmo ar de santa com que diz para as criancinhas obedecerem aos pais e comerem a sopa toda, vejo a Floribela na TV – qual feirante... – sacar da roupa da novela para "os meninos e meninas" pedirem à família, que se não tiver dinheiro para pagar os vai deixar frustrados, traumatizados, eventualmente excluídos do resto dos "amiguinhos".
E depois ainda canta estas merdas:

«POBRES DOS RICOS, QUE TANTO TÊM
P’RA QUE É QUE SERVE TANTO DINHEIRO(...)
NÃO TENHO NADA
MAS TENHO, TENHO TUDO
SOU RICA EM SONHOS
E POBRE, POBRE EM OURO
POIS NÃO ME IMPORTA
POIS SÓ POR TER DINHEIRO
NÃO COMPRO AMIGOS, ESTRELAS
UM AMOR VERDADEIRO...»


(Mas compra roupa da Floribela)

4 Comments:

Blogger Tó do Samouco said...

Amén! Essa gaja devia ter sido da terra do Pinochet que logo lhe via o que acontecia... agora já não porque o senhor já morreu.

12:33 da manhã  
Blogger Anette said...

Mas porque é que todos dizem mal da rapariga? Ela é uma querida e amiga dos pobrezinhos.

7:55 da tarde  
Blogger Guedes said...

Também eu sou amigo dos pobrezinhos. Sobretudo quando me compram qualquer coisa.

10:07 da tarde  
Blogger El-Gee said...

q bom titulo. tou-me um bocado a borrifar para a floribela, nem tenho nada contra, mas que bom titulo!

10:02 da manhã  

Enviar um comentário

<< Home