mp

sexta-feira, setembro 30, 2005

Cêntimos

Ontem fui ao supermercado. Nada de anormal nestas últimas semanas. Uma caixa de hambúrgueres (99 cêntimos) e um saco de pão de forma (outros 99 cêntimos) - 1,98 euros no total. Dei duas moedas de um euro e quando esperava pelo troco, deram-me apenas o talão.
De repente, lembrei-me da conversa que tinha tido com duas finlandesas ao chegar ao país: por aqui, não existem moedas de 1 ou 2 cêntimos. Mas as lojas continuam a ter precos como se elas existissem. E o arredondamento é sempre feito para cima. Ou seja, se as minhas compras se tivessem ficado pelos 1,96 euros, pagava o mesmo.

Sendo o país que está mais deslocado do centro da Europa, a Finlândia foi o único Estado escandinavo que aderiu ao Euro. Mas também nas ruas os finlandeses parecem ser um pouco mais diferente dos seus vizinhos dinamarqueses, suecos e noruegueses.

Apesar de nunca ter sido comunista, Helsinquia tem algo de ex-União Soviética. Nos prédios grandes e por vezes cinzentos. Ou nas estátuas de tamanho exagerado.
A ligacao à Rússia ainda parece forte. Não apenas pelos americanos que aqui vêm renovar o visto para viver no país dos czares. Mas até pela questão geográfica. São Petersburgo está a poucas horas de distância de carro. Oslo e Estocolmo estão longe e quase apenas se podem alcancar de barco ou avião. A viagem por terra é longa e lenta.
Há mais pessoas baixas nas ruas de Helsínquia, e apesar de haver mulheres bonitas, estas não surgem na quantidade quase industrial que se encontra no outro lado do Mar Báltico.

Etiquetas: ,

2 Comments:

Anonymous Oliveira said...

Guedes, soube ontem que o Cabalar existia e que andavas nessa grande aventura. Grande maluco. Cuidado com as finlandesas que elas são marotas e diverte-te. Quando chegares a Portugal diz qualquer coisa. Vou continuar a acompanhar a tua jornada através do blog.

4:14 da tarde  
Anonymous Antunes said...

Guedes, eu também fiquei a saber no jantar que compraste dois quilos de droga e arrancaste sozinho para dar uma voltinha por aí.

continua a mandar os relatórios qué pá malta se roer de inveja.

as filandesas não são tão poderosas como as suas amigas escandinavas, mas depois de quebrado o gelo só não vale tirar olhos hehe

já agora, comeste os hamburgues crus ou foste a um restaurante pedir para os aquecer? hmmmm, já sei, montaste o fogão numa igreja qualquer e aquececeste-o tu mesmo :)

4:08 da manhã  

Enviar um comentário

<< Home