mp

quinta-feira, outubro 12, 2006

O triunfo da imaginação

Os criativos do Vaticano reuniram-se durante cinco dias e acabaram com o limbo. As crianças sem baptismo deixam de ficar num lugar de fronteira entre o céu e a terra, onde "não usufruem da presença de Deus (mas também não sofrem)", para estar "nas mãos misericordiosas" do senhor da maiúscula.

3 Comments:

Blogger Anette said...

Está-me cá a parecer que o menino não é baptizado, mas enfim... acho que esta notícia é mesmo o triunfo de qualquer coisa. Não sei é se será da imaginação ou antes... da loucura!

12:16 da tarde  
Blogger Guedes said...

Errado. Levei com água na cabeça no Mosteiro dos Jerónimos. Mas preferia ter ficado seco. Nenhuma criança deve ser considerada católica, protestante ou o que quer que seja antes de ter um mínimo de compreensão sobre o tema.

1:34 da tarde  
Anonymous koto said...

Mas quem é que esses senhores pensam que são? Como se - partindo do princípio que há um deus, um céu e um inferno - eles tivessem autoridade para decidir a que horas abre ou fecha o limbo. A religião irrita-me, mas a católica dá-me arrepios na espinha. Felizmente não sou baptizada, ou ia ter de pedir para ser excomungada.

2:43 da tarde  

Enviar um comentário

<< Home